Será que valeu a pena?

SERÁ QUE VALEU A PENA?

Gênesis Capítulo 50

Deus Galardoador – Ap 2.10


“SERÁ QUE VALEU A PENA?” foi o título escolhido para este sermão em razão de que um ciclo muito importante para o povo de Deus se encerrando, e precisamos saber se valeu a pena eles terem passado por tantos sofrimentos.

Pano de Fundo Histórico: Jacó e José sofreram muito por causa da maldade de seus irmãos. José foi vendido como escravo, foi injustiçado na casa de Potifar, preso e esquecido na prisão por muitos anos (só saiu de lá por que tinha serventia para o Faraó). É verdade que em tudo Deus o honrou, mas, em termos humanos, o preço pago foi muito alto. Será que valeu a pena? Quais foram os RESULTADOS práticos desta saga de sofrimentos?

1) RESPEITO E ADMIRAÇÃO (vs 1 a 13)

Quando vemos um “grande” funeral, logo nos ocorre se tratar de alguém muito importante. O funeral de Jacó foi assim, mas não por causa dele, propriamente dito, mas pelo respeito que o egípcios tinham pelo seu filho, José.

Para os mortos, estas homenagens não significam nada, mas, para os vivos, para os que continuariam vivendo no Egito por muitos e muitos anos, esse respeito e admiração por José (demonstrados no funeral do seu pai), certamente se tornou um ponto a favor deles, talvez por isso o texto bíblico descreve com tantos detalhes o esplendor deste funeral:

a) Embalsamento (honra concedida aos egípcios importantes); b) Luto de 70 dias; c) A presença das autoridades ligadas ao rei (altos funcionários do palácio e todos os líderes do Egito); d) A presença das famílias de José, dos seus irmãos e de Jacó; e) Homens a cavalo e em carretas; f) Muita gente, muito choro e lamentação.

Quando um homem de Deus se torna relevante para o contexto em que Deus o colocou, é comum vermos expressões de respeito e admiração por ele, por sua família e seus descendentes.


2) PROPÓSITO NA VIDA (vs 14 a 21)

Depois do sepultamento de Jacó, os irmãos de José ficaram com muito medo de que ele se vingasse da maldade que eles fizeram contra ele lá no passado e, inclinando-se mais uma vez diante dele, pedem-lhe perdão e bondade, mas José os acalma dizendo que não há motivos para terem medo, pois ele crê que em tudo o que se passou HAVIA UM PROPÓSITO DE DEUS, “para salvar a vida de muita gente”.

Viktor Emil Frankl (1905 – 1997) é reconhecido como um dos maiores psiquiatras da história, criador de um método terapêutico baseado na busca pelo sentido da vida. Sofreu o “inferno” nos quatro anos em que ficou preso nos campos de concentração da Alemanha nazista (quando foi libertado, pesava apenas 25 kilos). Ele conta que viu muitos companheiros de prisão desistirem de viver, mas conta que também viu muitos suportarem todos os horrores daqueles lugares por que tinham um motivo para viver, por que tinham um propósito na vida. Segundo ele, “Nós podemos descobrir o significado da vida de três diferentes maneiras: fazendo alguma coisa, experimentando um valor ou o amor, e sofrendo”.

Milhares de anos antes dos escritos de Viktor Frankl, José já havia encontrado em Deus o propósito para fazer todo o bem que fez na vida, para amar a Deus e à sua família, e para suportar com perseverança todo aquele sofrimento.

PONTO-CRUZ (use este PC aqui)  – O que é isso?
Jesus sofreu o pior sofrimento da história: Recebeu em seu corpo santo o “veneno” do pecado do mundo inteiro, de todos nós, de uma só vez. Ele suportou tal sofrimento por que tinha o mesmo propósito: “salvar a vida de muita gente”. (Hebreus 12.1-5)

3) FÉ INABALÁVEL E FIRME ESPERANÇA (vs 22 a 26)

“Certo dia José disse aos irmãos: —Eu vou morrer logo, mas estou certo de que Deus virá ajudá-los e os levará deste país para a terra que ele jurou dar a Abraão, a Isaque e a Jacó. Então José pediu à sua gente que fizesse um juramento. Ele disse: —Estou certo de que Deus virá ajudar vocês. Quando isso acontecer, levem o meu corpo com vocês.” (vs 24 e 25)

Por ter visto a mão de Deus em tudo o que passou na vida, José adquire a fé de um gigante e a esperança de um salvo. Ele tem certeza de que Deus tem um plano para seus irmãos e seus descendentes. E, assim como o seu pai, ele profetiza o futuro do povo da promessa no Egito e pede que, quando Deus os tirar de lá, que levem o seu corpo junto.

A fé e a esperança são filhas da perserverança.


CONCLUSÃO

Respeito e Admiração, Propósito na Vida, Fé Inabalável e Firme Esperança: SIM, VALEU A PENA!
Deus não fica devendo nada para ninguém, tudo o que fizermos em nome de Jesus será lembrado (até mesmo dar um copo de água ao sedento).

Se você tem desanimado diante das provas e do sofrimento, lembre-se da saga de José do Egito. Vale a pena ficar nos caminhos determinados por Deus.

 

Título: Será que valeu a pena?
Autor: Pr Ronaldo Alves Franco
Site do Pastor
Data: 13/03/2021

Deixe seu comentário logo abaixo.

Veja também nossos Artigos

Será que valeu a pena?

Antes de mais nada, instrumento de vossa paz. Acima de tudo, o amor.  Antes de mais nada, instrumento de vossa paz. Antes de mais nada, instrumento de vossa paz. Acima de tudo, o amor.  Antes de mais nada, instrumento de vossa paz. 

2 Comentários em “Será que valeu a pena?”

  1. Hermano Melo

    Salmos 105:43
    E tirou dali o seu povo com alegria, e os seus escolhidos com regozijo.

    Valeu a pena sim e de diversas maneiras, a própria palavra atesta, a fé e perseverança destes dois homens agradou a Deus e muito.

  2. Sidney Ribeiro Balut

    Nada do que fazemos para Deus ficará sem recompensa ou será em vão!É por isso que somos chamados de crentes,porque cremos:”sem fé é impossível agradar a Deus porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam(Hb 11.6).”Portanto,meus amados irmãos,sede firmes,inabaláveis,e sempre abundantes na obra do SENHOR,sabendo que,no SENHOR,o vosso trabalho não é vão”(1 Co 15.58).

    Temos promessas de bençãos para a eternidade.Crer nisso requer fé!”Todos estes que obtiveram bom testemunho por sua fé,não obtiveram,contudo,a concretização da promessa”(Hb 11.39).

    E quanto à vida terrena?Essas bençãos,quantidade e tempo delas,pertencem ao Soberano Deus!Uns morrem cedo;outros,são beneficiados com riquezas materiais;outros,com saúde;outros com vida longa;outros,com uma combinação de várias bençãos,etc.É Deus quem decide sobre nós!Ele nos prometeu vitórias e seremos vitoriosos!E vitória para Deus não é conforme os moldes terrenos e carnais!Por isso,um servo de Deus deixou registrado:”Há algumas virtudes suas que jamais seriam descobertas se não fossem as provações pelas quais você passa”(Charles Haddon Spurgeon).Deus sabe o que faz!

    E que no final,se diga também de nós lá no céu:”Homens dos quais o mundo não era digno”(Hb 11.38a).

    Vale a pena servirmos ao SENHOR!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.