O menino e o Imperador

O MENINO E O IMPERADOR

Um menino estava sentado junto ao portão que dava acesso à propriedade de seu pai, quando Napoleão se aproximou com seus homens e queria cruzar aquela propriedade, porém, o menino o impedia.

Zangado, o Imperador gritou com ele:
“Menino, eu sou Napoleão Bonaparte, o Imperador. Abra este portão!”.

Muito educado, o menino tirou o chapéu, e perguntou? “O senhor vai querer que eu desobedeça meu pai? Este portão está fechado, aqui ninguém passa, conforme meu pai determinou!”.

Napoleão virou-se para seus generais e disse: “Dêem-me mil homens como este, e conquistarei o mundo todo”, e foi-se por outro caminho.

Importa antes obedecer a Deus
que aos homens!
Atos 5.29


Autor: Mário Hort
Fonte: O MENSAGEIRO, edição 2005, pg. 42.
Agradecemos à Associação Menonita Beneficente que tão gentilmente autorizou-nos a publicação deste artigo.

2 Comentários em “O menino e o Imperador”

  1. Romildo Adriano Da Silva Adriano Da Silva

    Amei conteúdo continue assim que que Deus continue abençoando suavida de vocês.

  2. Renan da Rocha

    OUVI HOJE DE MADRUGADA, PELA RÁDIO MARUMBY DE CURITIBA, ESTE BRILHANTE TEXTO, QUE ME PÔS À REFLEXÃO E CONCLUSÃO; A PESSOA HUMANA DEVE CONSERVAR OS SEUS PRINCÍPIOS EM DETERIMENTO DE SUA PRÓPRIA REPUTAÇÃO E LEALDADE.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.