Na escola de Deus

NA ESCOLA DE DEUS
Gênesis 39
O Deus que capacita – II Tm 3.16-17
 

“NA ESCOLA DE DEUS” é o título escolhido para este sermão, pois Deus estava preparando José para uma grande obra.

Deus o escolheu para salvar muitas vidas, inclusive a sua própria família, mas ele ainda era muito inexperiente.

E precisava amadurecer rápido. O sofrimento da traição que seus irmãos lhe causaram era apenas o início da sua formação.

Na “escola de Deus”, José irá adquirir outros CONHECIMENTOS FUNDAMENTAIS para o alto cargo que um dia ocupará:


1) UM ESCRAVO PODE SER HONRADO (vs 1 a 6)

Quando Potifar percebeu que o escravo que ele comprou era um abençoado, confiou toda a sua casa às mãos dele:

“Vendo, pois, o seu senhor que o SENHOR estava com ele, e tudo o que fazia o SENHOR prosperava em sua mão,

José achou graça em seus olhos, e servia-o; e ele o pôs sobre a sua casa, e entregou na sua mão tudo o que tinha”.

Quem diria que um escravo desconhecido, de apenas 17 anos, logo seria o administrador da casa de um oficial de Faraó?

Qual é o segredo disso? O texto bíblico em questão repete várias vezes: “E o Senhor estava com José”.

Não importa o papel que um filho de Deus desempenha nesta vida, se o Senhor estiver com ele, ele sempre será honrado.


2) O FIEL PODE SER INJUSTIÇADO (vs 7 a 20)

O relato bíblico diz que José era um jovem bonito e que a mulher de Potifar o desejou e insistiu várias vezes em copular com ele, mas, ao contrário da história anterior, a história de Judá e de seus filhos, o padrão moral de José era muito alto e ele se recusou:

“Porém ele recusou, e disse à mulher do seu senhor: Eis que o meu senhor não sabe do que há em casa comigo, e entregou em minha mão tudo o que tem; ninguém há maior do que eu nesta casa, e nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porquanto tu és sua mulher; como pois faria eu tamanha maldade, e pecaria contra Deus?”.

Além dele estar honrando a confiança que Potifar depositou nele, sua maior preocupação era não pecar contra Deus.

Você consegue imaginar isso, um jovem de apenas 17 anos, sendo assediado por sua patroa diversas vezes, e permanecer fiel?

Porém, esta fidelidade acabou por levá-lo à prisão, pois aquela mulher, rejeitada várias vezes, resolveu se vingar.

Ao tentar forçá-lo, José fugiu, mas uma parte da sua roupa ficou nas mãos dela, que o acusou falsamente, aos gritos, dele tentar contra ela.

Os demais homens da casa vieram em socorro da patroa, depois veio Potifar que, injustamente, jogou José no cárcere.

Era a palavra da patroa contra a palavra de um escravo, ninguém se levantou em defesa de José.

Esta é uma lição que todos os filhos de Deus que têm devem aprender: A nossa fidelidade pode nos meter em encrencas, mas, “o Senhor estava com ele” e estará conosco também. Vale a pena ser fiel.

Por exemplo, veja o caso de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego.

PONTO-CRUZ (use este PC aqui)  – O que é isso?
Mesmo tenho sido traído por seus amigos e irmãos, e se sentindo abandonado pelo Pai, Jesus se manteve fiel até a morte… e morreu na cruz em nosso lugar (Marcos 15.33-34).

3) O PRESO PODE SE SENTIR LIVRE (vs 21 a 23)

“O Senhor, porém, estava com José, e estendeu sobre ele a sua benignidade, e deu-lhe graça aos olhos do carcereiro-mor.”

“E o carcereiro-mor entregou na mão de José todos os presos que estavam na casa do cárcere, e ele ordenava tudo o que se fazia ali. E o carcereiro-mor não teve cuidado de nenhuma coisa que estava na mão dele, porquanto o Senhor estava com ele, e tudo o que fazia o Senhor prosperava.”

José estava preso, mas podia se sentir livre, pois tinha privilégios que nenhum outro preso tinha.

Assim como aconteceu na casa de Potifar, José se tornou administrador do cárcere. Era Deus o preparando para o próximo passo: Administrar a casa de Faraó.


CONCLUSÃO

Antes de colocar alguém numa alta posição, a pessoa precisa entrar na escola de Deus, passar pelas provas e ser aprovado.

E quanto a você, como está a sua formação na escola de Deus?

 

Título: Na escola de Deus
Autor: Pr Ronaldo Alves Franco
Site do Pastor
Data: 05/01/2021

Deixe seu comentário logo abaixo.


Veja também nossos Artigos

na escola de Deus

Antes de mais nada, Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz. Acima de tudo, onde houver ódio, que eu leve o amor. 

Discórdia, que eu leve a união. Em síntese, onde houver dúvidas, que eu leve a fé. Onde houver erros, que eu leve a verdade. Assim como, onde houver ofensa, que eu leve o perdão.

Desespero, que eu leve a esperança. Tristeza, que eu leve a alegria. Trevas, que eu leve a luz.

1 Comentário em “Na escola de Deus”

  1. Sidney Ribeiro Balut

    Neste capítulo 39 de Gênesis vemos uma história de sedução,recusa e difamação agressiva.Observemos que no capitulo anterior,Judá também foi tentado sexualmente.Judá procurou sexo ilícito mas José resistiu aos contínuos flertes da esposa de Potifar.A Bíblia nos exorta a fugirmos da imoralidade sexual e da idolatria.
    José certamente deve ter sentido a presença de Deus em sua vida por isso não se desesperou.Ele poderia ter sido morto por causa da acusação mas ,ao invés,foi preso.Penso que Potifar não acreditou totalmente na história de sua esposa.O escritor do passado_Mathew Henry_nos diz que o amor pecaminoso se muda facilmente em ódio.
    Deus transformou o tempo na prisão em tempo de preparação para responsabilidades bem maiores.Quando Deus quer um crente tenaz,forte espiritualmente,Ele o coloca na fornalha da aflição,o coloca no meio da batalha.Mais tarde,José pôde dizer com satisfação:”Vós,na verdade,intentastes o mal contra mim;porém Deus o transformou em bem”(Gn 50.20).
    José praticou o que está na Bíblia em 1 Ts 5.22:”abstende-vos de toda a forma de mal” e confiou em Deus.Isso é um exemplo para nós!
    Que o SENHOR nos conceda força para sermos também como José!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.