Monte Sinai e o Novo Nascimento

MONTE SINAI E O NOVO NASCIMENTO
Êxodo 19


“MONTE SINAI E O NOVO NASCIMENTO” foi o título escolhido para este esboço de sermão em razão das inegáveis semelhanças entre o que aconteceu lá no Monte Sinai e Novo Nascimento anunciado por Jesus.

Pano de Fundo Histórico: Aquela multidão que estava aos pés do Monte Sinai nasceu sob a escravidão e ainda não tinham uma identidade nacional. Somente após os eventos relatados a partir daqui é que a identidade deles como Povo Escolhido começará a se formar. Podemos dizer que nação de Israel nasceu ali, naquela ocasião.

A princípio, considerando que esta é a história do nascimento da nação de Israel, ficamos maravilhados com as suas SEMELHANÇAS com o Novo Nascimento.


PRÉVIA (as SEMELHANÇAS com o Novo Nascimento são…)
  • Ter um encontro com Deus.
  • Contar com um mediador entre Deus e os homens.
  • Responder ao chamado divino.
  • Aguardar o soar da trombeta.

1ª SEMELHANÇA: TER UM ENCONTRO COM DEUS (vs 1 a 5, 17)

“Moisés os levou para fora do acampamento a fim de se encontrarem com Deus, e eles ficaram parados ao pé do monte”. (vs 17)

Eles já conheciam os milagres de Deus, no entanto, agora iriam conhecer o Deus dos milagres: “Vocês viram com os seus próprios olhos o que eu, o SENHOR, fiz com os egípcios e como trouxe vocês para perto de mim como se fosse sobre as asas de uma águia”. (vs 4)

Todos os que foram agraciados com o Novo Nascimento sabem que a caminhada cristã só começa verdadeiramente após o encontro do homem com Deus (João 3:3-7). “Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo”. (João 3.7)


2ª SEMELHANÇA: CONTAR COM UM MEDIADOR ENTRE DEUS E OS HOMENS

Somente neste capítulo 19, Moisés é acionado QUATRO vezes como mediador entre Deus e o povo, levando mensagens e instruções de Deus e trazendo respostas do povo à presença de Deus.

De igual modo, o Novo Nascimento não acontece “pela vontade da carne” (João 1.13). Só é possível chegar à Deus por intermédio de Jesus Cristo: “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem” (1 Timóteo 2.5).

Estávamos mortos em nossos delitos e pecados (Ef 2.1), escravos do pecado (João 8.34). Não tínhamos vida, força, nem voz para pedir socorro, mas graças a Deus que Jesus Cristo é o nosso Eterno Sumo Sacerdote, que intercede por nós: “[Ele] permanece eternamente, tem um sacerdócio perpétuo. Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.” Hebreus 7:24,25


3ª SEMELHANÇA: RESPONDER AO CHAMADO DIVINO (vs 5 e 6)

Paralelamente, Deus chamou Israel e também nos chama para:

  • Uma vida de obediência à Sua vontade (Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada. (João 14:23)
  • E para sermos a Sua “Geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”. (I Pe 2.9)

4ª SEMELHANÇA: AGUARDAR O SOAR DA TROMBETA (vs 17 a 19)

“Moisés os levou para fora do acampamento a fim de se encontrarem com Deus, e eles ficaram parados ao pé do monte. Todo o monte Sinai soltava fumaça, pois o SENHOR havia descido sobre ele no meio do fogo. A fumaça subia como se fosse a fumaça de uma fornalha, e todo o povo tremia muito. O som da trombeta foi ficando cada vez mais forte. Moisés falou, e Deus respondeu no barulho do trovão”.

Do mesmo modo, podemos dizer que a cada dia o som da trombeta vai ficando mais forte, e chegará ao ponto de “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”. (1 Coríntios 15:52)


CONCLUSÃO

Concluindo, são inegáveis as semelhanças entre os eventos no Monte Sinai e o Novo Nascimento anunciado por Jesus: Ter um encontro com Deus; Contar com mediador entre Deus e os homens; Responder ao chamado divino e ficar na expectativa do soar da trombeta. Lá, ao pé do Monte Sinai nasceu a nação de Israel. Nós nascemos de novo aos pés da cruz de Cristo.

E quanto a você, já nasceu de novo?

 

Título: Monte Sinai e o Novo Nascimento
Autor: Pr Ronaldo Alves Franco
Site do Pastor
Data: 26/07/2021

Deixe seu comentário logo abaixo.


Veja também nossos demais esboços: Esboços

Monte Sinai e o Novo Nascimento

1 Comentário em “Monte Sinai e o Novo Nascimento

  1. Sidney Ribeiro Balut

    1) TER UM ENCONTRO COM DEUS_
    A entrega da lei no Monte Sinai celebrava uma aliança condicional de Deus com Israel, também chamada de aliança mosaica ou aliança das obras.
    Havia muitos povos na Terra mas só Israel entrou na categoria de ser o povo de Deus: “sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos”(v 5),assim também, muitos séculos depois, 1510 anos depois mais ou menos, é dito somente aos cristãos que passaram pelo novo nascimento: “vós[os cristãos] sois …povo de propriedade exclusiva de Deus” (1 Pe 2.9). Nada desse tipo é dito dos outros povos da face da Terra.

    2) CONTAR COM UM MEDIADOR ENTRE DEUS E OS HOMENS
    Só Moisés tinha acesso pessoal ao SENHOR (Ex 33.9-11) e, de modo semelhante, só Jesus é Mediador entre Deus e os homens: “Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem” (1 Tm 2,5).

    3) RESPONDER AO CHAMADO DIVINO
    Só a Igreja é chamada para tal: “Vós, chamados para serdes de Jesus Cristo” (Rm 1.6).

    4) AGUARDAR O SOAR DA TROMBETA
    É erro o crente ficar vigiando o mundo, aguardando a chegada do anticristo, para então agir. Não somos orientados a isso porque, entendo, que a Igreja não passará pela grande tribulação. O nosso destino como filhos de Deus não se completa nesta vida. O cristão aguarda o som da trombeta: “…ouvida a voz do arcanjo e ressoada a trombeta de Deus…”(1 Ts 4.16).

    É mister entender algo que muitos irmãos e irmãs parecem desconhecer: o que diferencia um cristão de um ímpio não é a perfeição, nós, muitas vezes, não somos mais perfeitos que os outros ou não temos a perfeição que gostaríamos de ter mas sim a ‘fome’ por Jesus Cristo! Essa fome caracteriza um cristão verdadeiro! “E Eu quando for levantado da terra atrairei todos a Mim” (Jo 12.32).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.