Libertação – Entre o falso e o verdadeiro

LIBERTAÇÃO – ENTRE O FALSO E O VERDADEIRO

Ex 7.9-12, Ex 7.19-22, Ex 8.5-7 e Ex 8.16-19

Deus é verdadeiro – João 13.17

“LIBERTAÇÃO – ENTRE O FALSO E O VERDADEIRO” foi o título escolhido para este sermão em razão da confusão causada pela imitação feita
pelos sábios de Faraó dos três primeiros sinais de Deus.

Pano de Fundo Histórico: Como vimos no sermão anterior, o povo israelita ainda não confiava em Moisés e o rei Faraó ainda o desprezava. Provavelmente por isso Deus decide demonstrar o seu poder por meio de Moisés, porém, os magos de Faraó imitavam os seus sinais miraculosos, trazendo confusão à mente do povo de Deus.

É muito comum vermos isso acontecer hoje em dia, quando uma pessoa está se decidindo a seguir a Jesus, geralmente ela é “bombardeada” com visitas, vídeos, áudios, “presentes”, convites, tapinhas nas costas e literaturas das falsas religiões, deixando-a confusa quanto ao que é falso e o que é verdadeiro. Será que esta parte da história contém DICAS que podemos dar às pessoas que estão em dúvida, confusão? Sim!


1ª DICA: O FALSO NÃO RESISTE AO VERDADEIRO (Ex 7.9-12: Serpentes)

“O SENHOR Deus disse a Moisés e a Arão: — Se o rei do Egito mandar que vocês façam um milagre, você, Moisés, dirá a Arão que pegue o bastão e o jogue no chão na frente do rei. O bastão virará uma cobra. Aí Moisés e Arão foram se encontrar com o rei e fizeram como o SENHOR havia mandado. Arão jogou o bastão diante do rei e dos seus funcionários, e o bastão virou uma cobra. Então o rei mandou vir os sábios e os mágicos, e com a sua mágica eles fizeram a mesma coisa. Cada um deles jogou a sua vara de mágico no chão, e elas viraram cobras. Porém o bastão de Arão ENGOLIU as varas de mágico deles.”

Não importa quantos “sinais” (cobras) o Falso faz acontecer, o Verdadeiro sempre é mais forte, pois é poder de Deus (o bastão de Arão devorou os bastões dos magos). Não importa quanto tempo se passe, um dia o que é falso perderá esta batalha.

PONTO-CRUZ (use este PC aqui)  – O que é isso?
Os falsos “evangelhos” e as falsas religiões escravizam e/ou mantém a pessoa na escravidão. Somente o genuíno Evangelho de Jesus liberta, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê. (João 8.32 e Rm 1.16)

2ª DICA: O FALSO SÓ PIORA A SITUAÇÃO
(Ex 7.19-22 e 8.5-7: Sangue e Rãs)

Ao invés de tentar “curar” as águas do Egito, tudo o que os magos conseguiram foi transformar mais água em sangue, piorando a situação. O mesmo se deu com as rãs, ao invés de tentar acabar com elas, os magos conseguiram, mais uma vez, só piorar a situação, ao fazerem surgir ainda mais delas na terra do Egito.

Os sinais de Deus visavam convencer o rei a deixar Seu povo ir em paz. Por outro lado, as imitações dos magos endureceram ainda mais o coração já endurecido de Faraó, tornando a situação pior do que estava.

Assim também são os “milagres” das falsas religiões, ao invés de resolver o problema, só pioram a situação e endurecem ainda mais os corações já endurecidos.


3ª DICA: O FALSO É LIMITADO (Ex 8.16-19: Piolhos)

“Disse mais o Senhor a Moisés: Dize a Arão: Estende a tua vara, e fere o pó da terra, para que se torne em piolhos por toda a terra do Egito. E fizeram assim; e Arão estendeu a sua mão com a sua vara, e feriu o pó da terra, e havia muitos piolhos nos homens e no gado; todo o pó da terra se tornou em piolhos em toda a terra do Egito. E os magos fizeram também assim com os seus encantamentos para produzir piolhos, MAS NÃO PUDERAM; e havia piolhos nos homens e no gado. Então disseram os magos a Faraó: Isto é o dedo de Deus. Porém o coração de Faraó se endureceu, e não os ouvia, como o Senhor tinha dito.”

O poder de Deus é ILIMITADO, ao contrário do poder do mal, que é limitado. O que é falso atua até um certo ponto, mas, depois abandona a pessoa à própria sorte. O falso pode ajudar uma pessoa no começo, mas, jamais poderá levá-la à verdadeira salvação de Deus: Cristo Jesus, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Jesus é a verdade, é eterno, é nosso amigo, jamais nos abandona.


CONCLUSÃO

As imitações dos magos de Faraó trouxeram confusão e, infelizmente, endureceram ainda mais o coração do rei, acarretando para os egípcios as 10 pragas.

E quanto a você, ainda também tem dúvidas entre o que é falso e o que é verdadeiro?
Então se lembre destas dicas: O que é FALSO…

  • Não resiste ao Verdadeiro
  • Só piora a situação
  • É limitado


Título: Libertação – Entre o Falso e o Verdadeiro
Autor: Pr Ronaldo Alves Franco
Site do Pastor
Data: 15/05/2021

Deixe seu comentário logo abaixo.

Veja também nossos Artigos

Libertação – Entre o Falso e o Verdadeiro

 

1 Comentário em “Libertação – Entre o falso e o verdadeiro”

  1. Sidney Ribeiro Balut

    “Oh! Provai e vede que o SENHOR é bom, bem-aventurado o homem que nEle se refugia” (Salmo 34.8).

    O FALSO NÃO RESISTE AO VERDADEIRO. Por isso o que é falso, mentiroso, não gosta de ser testado. A verdade deseja e quer ser testada a toda hora. A mentira, não! O falso, a mentira, quer que você creia, mas sem teste, porque o teste desmascara o falso! E quando faz teste é um teste camuflado.

    O FALSO SÓ PIORA A SITUAÇÃO. O falso não leva à fé no Deus verdadeiro! O falso conduz ao engano e ao mal.

    O FALSO É LIMITADO. O falso quer enganar o ser humano e quando lhe é exigido algum tipo de teste apresenta pequeninas demonstrações que costumam enganar o incauto, mas não aquele que busca a verdade.

    Lições:
    – É preciso conhecer o verdadeiro para distinguir o falso. Muitos caem no engano de um falso evangelho porque não conhecem o verdadeiro.
    – Não subestime o inimigo. O único poder na Terra que é superior ao poder de Satanás é o poder de Deus!
    – Aquele que é teimoso em resistir à mensagem do evangelho terá seu coração endurecido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.