Libertação – A paciência é provada

LIBERTAÇÃO – A PACIÊNCIA É PROVADA
Ex 5.22-23 a Ex 6.1-13

Deus trabalha – Isaías 64.4

“LIBERTAÇÃO – A PACIÊNCIA É PROVADA” foi o título escolhido para este sermão em razão de que, além da fé, a paciência de Moisés também foi provada.


Pano de Fundo Histórico
: Como vimos no sermão anterior, a fé de Moisés foi duramente provada, especialmente pela prova da rejeição do seu povo. Para reverter esta situação de rejeição, Deus precisava agir rapidamente, mas não foi isso o que aconteceu. Como se diz, “o tempo de Deus é diferente” e Ele age somente no Seu tempo. Quais PENSAMENTOS RUINS quase levaram Moisés a fracassar na prova da paciência?


1º PENSAMENTO RUIM DE MOISÉS: DEUS NÃO ESTÁ AGINDO EM NOSSO MEIO

Moisés questiona os propósitos e a bondade de Deus: “Ele disse: — Ó Senhor, por que tratas tão mal este povo? Por que me mandaste para cá? Pois, desde que vim falar em teu nome com o rei do Egito, ele tem maltratado este povo. E tu não fizeste nada para ajudá-los”. (Ex 5.22-23)

Muitas vezes ouvimos pessoas reclamando que Deus não está fazendo nada para ajudar em seus momentos de sofrimento, como, por exemplo, para evitar uma morte, salvar, curar, livrar, libertar, evitar uma falência, evitar o fim de um relacionamento etc. Este é um pensamento ruim por vários motivos:

  • Por que responsabiliza Deus pelas consequências dos nossos atos;
  • É uma reclamação momentânea, semelhante à dor de uma cirurgia, que na hora é terrível, mas depois revela os benefícios;
  • Faz o pregador desanimar, perder a paciência e a visão do todo, da obra grandiosa que Deus está fazendo em nossa história;
  • E, principalmente, por que põe em dúvida a bondade de Deus.
    PONTO-CRUZ (use este PC aqui)  – O que é isso?
    Nem a morte de Jesus parou a Sua obra de salvação: “Todos nós, que fomos batizados em Cristo Jesus, fomos batizados em sua morte. Portanto, fomos sepultados com ele na morte por meio do batismo, a fim de que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos mediante a glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova.” (Rm 6.3-4)

2º PENSAMENTO RUIM DE MOISÉS:
O POVO ESTÁ DESANIMADO (Ex 6.1-9)

Em resposta aos seus questionamentos, Deus diz a Moisés que a bênção chegou, que esta é a hora da libertação do povo e do castigo de Faraó, e o manda avisar o povo novamente, “mas eles não quiseram ouvi-lo, pois estavam desanimados por causa da dureza da sua escravidão” (vs 9).

Quantas vezes vemos as pessoas desanimadas em relação às promessas de Deus. O sofrimento cansa, eu sei, mas não podemos jamais perder a fé, a esperança e a paciência. Deus não tarda nem falha. Ele só age no seu tempo, não desanime nem deixe o povo desanimar.

“Então o SENHOR Deus respondeu a Moisés: — Agora você verá o que vou fazer com o rei do Egito. Eu vou obrigá-lo a deixar que o meu povo vá embora. Sim, eu o forçarei a expulsar os israelitas do seu país. Deus disse a Moisés: — Eu sou o SENHOR. Eu apareci a Abraão, a Isaque e a Jacó como o Deus Todo-Poderoso, porém não deixei que me conhecessem pelo meu nome de SENHOR. Fiz uma aliança com eles e prometi dar-lhes a terra de Canaã, onde tinham vivido como estrangeiros. Agora eu ouvi os gemidos dos israelitas, que estão sendo escravizados pelos egípcios, e lembrei da aliança que fiz com eles.” (vs 1 a 5)


3º PENSAMENTO RUIM DE MOISÉS: NINGUÉM ESCUTA O QUE EU FALO (Ex 6.10-13)

“Então o SENHOR disse a Moisés: — Vá dizer a Faraó, rei do Egito, que deixe que os israelitas saiam do país. Porém Moisés respondeu ao SENHOR: — Se até os israelitas não querem me dar atenção, o rei também não vai querer.”

Um dos principais motivos de desânimo de qualquer pregador é ver que ninguém escuta o que ele está falando. Isso faz com o pregador se sinta culpado e inadequado para a missão: “Eu não tenho facilidade para falar.” (vs 12)

O versículo 13 tem a chave da vitória: A AUTORIDADE DE DEUS. O papel do pregador é falar o que Deus manda. O papel de Deus é fazer a obra. Não confunda as coisas, mesmo que você acredite que ninguém está te ouvindo, continue falando: “No entanto o SENHOR ordenou que Moisés e Arão dissessem aos israelitas e a Faraó, rei do Egito, que eles dois tinham ordem para tirar do país o povo de Israel.”


CONCLUSÃO

Moisés não conseguia ver o agir de Deus em favor do povo, que estava desanimado de tanto sofrer. Além disso Moisés se achava inadequado para a missão e acreditava que ninguém estava ouvindo a sua pregação. Foi uma dura prova da paciência de Moisés, mas, felizmente ele levantou a cabeça e seguiu em frente. 

E quanto a você, por que está desanimado?

 

Título: Libertação – A paciência é provada
Autor: Pr Ronaldo Alves Franco
Site do Pastor
Data: 10/05/2021

Deixe seu comentário logo abaixo.

Veja também nossos Artigos

A paciência é provada

Antes de mais nada, instrumento de vossa paz. Acima de tudo, o amor. Antes de mais nada, instrumento de vossa paz. 

1 Comentário em “Libertação – A paciência é provada”

  1. Sidney Ribeiro Balut

    A paciência é uma virtude ou excelência moral que nos faz suportar males ou tempos adversos com resignação.Essa arte de saber esperar está ficando rara nos dias de hoje.

    “Se esperamos o que não vemos,com paciência o aguardamos”(Rm 8.25).Sendo Deus “tardio em irar-se”(Ne 9.17) deveríamos tentar imitá-LO quando as coisas não fluem como gostaríamos.

    Diz o velho ditado:”A paciência é amarga mas os seus frutos são doces”.Nós desenvolvemos a paciência enfrentando as dificuldades com resignação,exercitando uma espera com fé pois nem tudo dá resultado imediato às nossas ações.

    Em minha experiência,conheci um falecido pregador que não tinha paciência e costumava pegar uma pessoa pelos ombros e sacudi-la com truculência lhe gritando:”Converta-se a Jesus agora!”.Era até motivo de riso pelos outros.

    “Quem creu em nossa pregação?”(Is 553.1).Uns crerão na hora.Outros,tempos depois,talvez anos depois.E outros ainda,jamais crerão!Nosso dever é pregar a Palavra fielmente mas os resultados são prerrogativa divina!Nossa responsabilidade é testemunhar e pregar.E é o próprio Deus quem Se encarrega dos resultados!

    Que o SENHOR nos ajude a termos mais paciência!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.