Moisés, amigo de Deus


AMIGO DE DEUS
Êxodo 33.7-23


“AMIGO DE DEUS” foi o título escolhido para este sermão para nos ajudar a apreciar alguns hábitos de Moisés, o amigo de Deus, neste momento histórico.


Pano de Fundo Histórico
: Os judeus ainda estavam parados junto ao Monte Sinai, aguardando instruções do SENHOR. Enquanto o povo se ocupava dos afazeres cotidianos, tais como cozinhar, costurar, consertar, cuidar dos filhos, tomar banho etc., Moisés, o amigo de Deus, se ocupava diferente. Seus HÁBITOS diários podem nos ensinar algo sobre a verdadeira amizade com Deus.


PRÉVIA
(alguns dos HÁBITOS de Moisés, o amigo de Deus, descritos neste texto são…)
  • EVITAR SER O CENTRO DAS ATENÇÕES (vs 7).
  • MANTER O SEU “A SÓS COM DEUS” (vs 7).
  • ACOLHER AS PESSOAS EM SUA BUSCA DE DEUS (vs 7).
  • INVESTIR NA FORMAÇÃO DO SEU SUBSTITUTO (vs 11).
 
1) EVITAR SER O CENTRO DAS ATENÇÕES (vs 7)

Sempre que o povo de Israel acampava, Moisés costumava armar a sua tenda a certa distância, fora do acampamento.

Todos sabem que o poder corrompe, especialmente o poder religioso. O relacionamento que Moisés tinha com Deus era tão intenso que corria-se o risco dele, Moisés, ser idolatrado.

Os verdadeiros homens e mulheres de Deus evitam ser o centro das atenções, pois sabem que este lugar pertence ao SENHOR, e somente a Ele. E Deus não divide a Sua glória com ninguém (Is 42.8).

NOTA: Além desta importantíssima questão espiritual, o desejo ardente de ser o centro das atenções pode, também, ser sintoma de distúrbios neurológicos/emocionais, tais como o Transtorno de Personalidade Histriônica (TPH) e/ou o Transtorno de Personalidade Narcisista. Estes transtornos fazem com que seus portadores “adorem” ou precisem  desesperadamente ser o centro das atenções.

Jesus disse que os cristãos genuínos são a luz do mundo, mas, disse também que o objetivo do nosso brilho é o de glorificar o nosso Pai Celestial (Mt 5.14-16).

Os amigos de Deus glorificam a Deus e não deixam que a glória de Deus seja usurpada.


2) MANTER O SEU “A SÓS COM DEUS” (vs 7)

Moisés era o chefe de Estado da nação, juiz das causas difíceis, comandava o grande êxodo do Egito à Terra Prometida, além de ser marido, pai, avô, irmão, amigo de alguém, etc.

Certamente ele podia alegar não ter tempo para orar, e ninguém iria criticá-lo por isso.

No entanto, todos os dias ele tirava um bom tempo para estar a sós com Deus.

A princípio, Moisés não dá um passo fora da vontade de Deus (vs 15), buscava a aprovação do SENHOR para tudo quanto fazia (vs 16 e 17) e sempre queria mais da presença de Deus (vs 18).

Os verdadeiros amigos de Deus sempre encontram um jeito de estar à sós com Deus. Jesus fazia muito disso, sempre se afastava das multidões e dos seus discípulos para estar a sós com o Pai.


3) ACOLHER AS PESSOAS EM SUA BUSCA DE DEUS (vs 7)

A tenda de Moisés era chamada de a “Tenda da Presença de Deus”, e quem quisesse consultar o SENHOR ia até lá.

Apesar da sua determinação de se afastar da multidão e de estar a sós com Deus em oração, Moisés sempre permitia ser interrompido para atender as pessoas que o procuravam para consultar o SENHOR.

Definitivamente, é neste equilíbrio — entre os assuntos do alto e os assuntos da terra — que podemos discernir os verdadeiros amigos de Deus.

Quem é amigo de Deus sempre encontra tempo para orar, mas, também, sempre encontra tempo para acolher o outro.

4) INVESTIR NA FORMAÇÃO DO SEU SUBSTITUTO (vs 11)

“O SENHOR Deus falava com Moisés face a face, como alguém que conversa com um amigo. Depois Moisés voltava para o acampamento. Porém Josué, filho de Num, o moço que era o auxiliar de Moisés, ficava na Tenda”.

Este tem sido um dos maiores erros de muitos líderes cristãos, o de não preparar o seu substituto. Grandes igrejas do passado sucumbiram por causa disso.

Frequentemente, muitos acreditam que a sua denominação suprirá a igreja local com líderes à altura quando eles não puderem mais liderar, no entanto, a história tem-nos mostrado a importância de líderes locais que cresceram com a igreja e a conhecem como ninguém.

Os verdadeiros amigos de Deus investem na formação de seu(s) substituto(s).


CONCLUSÃO

Em síntese, meus irmãos, esta mensagem nos mostra que Moisés, o amigo de Deus, evitava ser o centro das atenções e procurava sempre estar a sós com Deus, mas, por outro lado, encontrava tempo para acolher as pessoas que também buscavam a presença de Deus e para investir na formação do seu substituto.

Não sei quanto a você, mas eu desejo muito ser um “amigo de Deus”, como Moisés. Não é fácil, mas, felizmente, Jesus deixou-nos lições preciosas sobre “amizade com Deus”:

“Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu senhor; mas Eu vos tenho chamado amigos, pois tudo o que ouvi de meu Pai Eu compartilhei convosco” (João 15.14-15).

 

Título: Amigo de Deus
Autor: Pr Ronaldo Franco
Data: 10/10/2021

Deixe seu comentário logo abaixo.


Veja também nossos demais esboços: Esboços

Amigo de Deus

1 Comentário em “Moisés, amigo de Deus”

  1. Sidney Ribeiro Balut

    Moisés foi chamado amigo de Deus: “Falava o SENHOR a Moisés face a face, como qualquer fala a seu amigo…”(Ex 33.11a). E amizade envolve intimidade, honestidade face a face como também lealdade. Não existe amizade sem lealdade. Então, o amigo está disponível para ajudar em momentos de aflição, necessidades e dificuldades pessoais.

    Existem coisas entre um servo de Deus e Deus que pertencem só aos dois: “A intimidade do SENHOR é para os que O temem, aos quais Ele dará a conhecer a sua aliança” (Sl 25.14).

    Hoje, a amizade com Deus é alcançada em Jesus. Ele é o nosso melhor amigo: “Já não vos chamareis servos…mas…amigos…” (Jo 15.15).

    E o melhor que fazemos é imitar Jesus em nossos relacionamentos. Devemos ver como Jesus fazia e fazermos igual ou semelhante. Ele praticou o amor sacrificial. Talvez não nos seja possível morrermos pelo nosso amigo, mas, podemos ouvir, ajudar, chorar juntos, encorajar e nos doar àquele que se constituiu nosso amigo. isso reflete o caráter de Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.