Um terrível privilégio

UM TERRÍVEL PRIVILÉGIO

Um pastor amigo que jantava conosco certa noite, contou-nos acerca de seu filho que estava estudando numa universidade estadual, e se tornando “muito sábio”.

– Papai, disse ele certo dia, não estou muito certo de que, quando sair da escola, eu possa acompanhá-lo em sua simples fé cristã.

Nosso amigo fitou o filho bem nos olhos e respondeu: – Este é um privilégio seu, meu filho; um terrível privilégio.


Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais:
se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates
ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais.
Eu e a minha casa serviremos ao Senhor.

Josué 24.15

Autor desconhecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *