Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!

Um é pouco, dois é bom... Quatro é melhor!

UM É POUCO, DOIS É BOM… QUATRO É MELHOR!

Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!

Texto-base: Marcos 2.1-5
Objetivo do sermão: Encorajador.
Assunto Principal do Texto: Quatro homens levam um paralítico à presença de Jesus.

Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!

Ao inspirar o registro deste milagre, o Espírito Santo nos envia uma importante mensagem divina:
JESUS ESPERA QUE OS SEUS DISCÍPULOS LEVEM OS NECESSITADOS À SUA PRESENÇA.

Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!

Frase de Efeito: DEPOSITE OS SEUS AMIGOS AOS PÉS DE JESUS.

Pergunta Auxiliar: – Quais QUALIDADES estes homens tiveram que demonstrar, para conseguir depositar seu amigo aos pés de Jesus?

Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!
PRIMEIRA QUALIDADE: Absoluta fé em Jesus – vs 5.

Explicação: Eles tinham tanta certeza que Jesus iria curar seu amigo que seriam capazes de qualquer coisa para conseguir colocá-lo diante do Filho de Deus. E assim o fizeram.
Ilustração: _____________________________________________.
Fundamentação: Rm 10.11: “Todo aquele que nele crer não será confundido”.
Ponto-Cruz: _____________________________________________.
Aplicação: As pessoas não hesitam em indicar um remédio “milagroso”, um bom médico ou até mesmo um “curandeiro moderno” para um amigo ou parente doente e, muitas vezes, um cristão se cala diante do sofrimento, deixando de indicar o Médico dos Médicos. Isso é falta de fé. Um cristão genuíno deve, sempre, levar as pessoas que sofrem à presença de Jesus.
Apelo do meio: Apresente seus amigos a Jesus. Apresente Jesus aos seus amigos.

SEGUNDA QUALIDADE: Amor pelo paralítico.

Explicação: Estes homens, certamente, nutriam uma grande estima pelo doente; do contrário, não teriam dispendido tanto esforço.
Ilustração: _____________________________________________.
Fundamentação: II João 3.11: “Porque esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio: que nos amemos uns aos outros”.
Ponto-Cruz: Ele morreu por nós, mas foi por amor – João 3.16.
Aplicação: Um cristão genuíno deve amar as pessoas. Não amor de palavras, mas amor que nos leva a agir em favor de, que nos leva a estender a mão ao que sofre.
Apelo do meio: Aprenda a amar, não amor PALAVRAS, mas amor AÇÃO. Não é difícil.

Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!
TERCEIRA QUALIDADE: Criatividade – vs 4.

Explicação: Tentaram entrar na casa pela porta, não deu. Talvez tivessem também pensado em entrar por alguma janela, mas a casa estava cheia. Não desistiram. Tinha que haver um meio, e eles o acharam, furando o teto e baixando o doente aos pés de Jesus.
Ilustração: _____________________________________________.
Fundamentação: Deus é criador e nos fez conforme Sua imagem e semelhança.
Ponto-Cruz: _____________________________________________.
Aplicação: Se você não estiver conseguindo ajudar uma pessoa de uma determinada maneira, peça a Deus que o ajude a encontrar outros caminhos, outras formas de fazê-lo. Você deve procurar ser criativo.
Apelo do meio: Não desista das pessoas. Peça a Deus que o torne um dos evangelistas mais criativos da atualidade.

QUARTA QUALIDADE: Trabalho em equipe – vs 3.

Explicação: Apenas um deles não teria conseguido fazer o que a equipe fez. Talvez dois conseguissem fazê-lo, mas, certamente, em quatro ficou mais fácil, rápido e seguro.
Ilustração: _____________________________________________.
Fundamentação: Lv 26.8: 8 “Cinco de vós perseguirão a um cento deles [1/20], e cem de vós perseguirão a dez mil [1/100]; e os vossos inimigos cairão à espada diante de vós”.
Ponto-Cruz: _____________________________________________.
Aplicação: Jesus sempre enviava seus discípulos de 2 em 2, no mínimo. Um cristão genuíno deve, sempre, procurar agir em equipe, pois sozinho ninguém faz nada na vida.
Apelo do meio: Aprenda a trabalhar em equipe, para o seu bem, para o bem das pessoas e do reino de Deus.

Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!
QUINTA QUALIDADE: Renúncia.

Explicação: Para atingir seu alvo, aquele grupo teve que renunciar o seu tempo, dinheiro (pois tiveram que refazer o telhado), descanso (tiveram que fazer muita força, laser (naquele momento, eles poderiam estar se divertindo e “esquecer” o doente) etc.
Ilustração: _____________________________________________.
Fundamentação: Mt 16.24: “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me”.
Ponto-Cruz: Jesus renunciou a sua vida no céu e a sua vida na Terra, para nos salvar.
Aplicação: Discípulos verdadeiros de Jesus devem aprender a viver uma vida de renúncia.
Apelo do meio: Renuncie-se a si mesmo, e salve pessoas.

CONCLUSÃO

Jesus espera que os seus discípulos levem os necessitados à sua presença, mas, para isso, precisamos demonstrar certas qualidades, tais como:
– Absoluta fé em Jesus.
– Amor pelos que sofrem.
– Criatividade.
– Capacidade de trabalhar em equipe.
– Decisão de renunciar-se a si mesmo.

Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!

DEUS SEJA LOUVADO!

Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!
Pr Ronaldo Franco
Novembro 2009

1 Comentário em “Um é pouco, dois é bom… Quatro é melhor!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *