Restinho de café

UM RESTINHO DE CAFÉ

Uma jovem que era constantemente advertida por sua mãe para que buscasse a Cristo antes que fosse tarde demais, um dia respondeu-lhe com impaciência: “Um dia eu vou mãe, mas não agora. Agora é meu tempo de curtir a juventude. Quando eu ficar velha, voltarei para a igreja”.

Um dia, durante a visita pastoral, aquela mãe piedosa contou ao pastor sobre a atitude da filha.

O pastor estava tomando um cafezinho quando a moça entrou na sala.

Educadamente, o pastor ofereceu-lhe a sua xícara com um restinho de café no fundo, dizendo: “Você pode beber o resto da minha xícara, eu não quero mais”.

Ela se ofendeu, respondendo: “O senhor não acha uma grosseria me oferecer o resto do seu café?”.

Depois de um pequeno silêncio, o pastor disse: “Sim, moça, eu acho isso uma grosseria. Mas não agi assim para lhe ofender; quero apenas que você entenda que é você quem está ofendendo a Deus ao oferecer-lhe somente o restinho da sua vida, ao dizer que vai voltar pra igreja somente quando ficar velha?”.

Autor desconhecido.
Colaborador: Conferencista Carlos Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *