Promoção e pra mocinha

PROMOÇÃO E PRA MOCINHA

Uma garotinha de apenas seis anos de idade ouviu seus pais conversando sobre seu irmãozinho mais novo, de como ele estava doente, que não tinham plano de saúde, e de que iriam ter que vender o apartamento para poderem pagar sua cirugia, mas, ainda assim não conseguiriam arcar com todas as despesas.
– Só um milagre, desabafou seu pai.

Então, ela pegou seu cofrinho, retirou todas as moedinhas e, sem avisar ninguém, foi até a farmácia da esquina comprar um milagre.
– Não temos milagre para vender, disse-lhe o vendedor, sem entender de fato o que ela queria.

Um cliente escutou a menina e se comoveu:
– Qual é o seu nome, menina?
– Aninha.
– E por que você precisa de um milagre, Aninha?
– É para o meu irmãozinho, que está muito doente. Meu disse que só um milagre pode salvá-lo. Então eu tirei todo o dinheiro do meu cofrinho e vim aqui comprar um milagre para ele.
– E quanto dinheiro você tem aí?
– Noventa e cinco centavos,
respondeu ela.
– Puxa, que coincidência, Aninha, estamos em promoção e  noventa e cinco centavos é exatamente o preço de um milagre para irmãozinhos mais novos. Vamos lá conhecer seu irmão e falar com seus pais?

Aquele homem, na verdade, era um grande cirurgião pediátrico, que providenciou a cirurgia e o tratamento do menino.

Quando tudo terminou, os pais de Aninha, perguntaram ao médico quanto lhes devia (mesmo sabendo que não teriam condições de pagá-lo). Ele piscou para a menina e disse:
– Noventa e cinco centavos, não é mesmo Aninha?

E ela colocou suas moedinhas na mesa do médico.


Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á.
Lucas 11.10

Autor: Desconhecido
Enviado pelo colaborador: Wilson B. Vasconcelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *