Procura-se

PROCURA-SE

Certa vez, um homem rico perdeu uma bolsa com quatrocentas moedas de ouro.

Então, anunciou nos jornais da cidade que daria uma boa gratificação a quem a encontrasse e a devolvesse para ele.

Dias depois, um homem muito pobre encontrou a bolsa edevolveu-a ao rico.

O rico contou as moedas. Estavam todas ali. Mas, como era muito avarento procurou um jeito de não dar a gratificação prometida. Então, olhou para aquele homem humilde e lhe disse:
– Faltam cem moedas. Você me roubou. Não merece gratificação nenhuma.

O pobre homem foi expor o fato ao juiz.

O juiz chamou o rico e perguntou:
– Quantas moedas havia na bolsa que você perdeu?
– Quinhentas
– respondeu-lhe o rico.
– E quantas há na bolsa que este homem trouxe?
– Quatrocentas,
respondeu o rico.

Aí o juiz disse:
– Então essa bolsa não é sua. Devolva a bolsa a este homem e desapareça da minha frente.


O que escarnece do pobre
insulta ao seu Criador.

Provérbios 17.5

        Autor desconhecido
Enviado pelo colaborador:  Presbítero Edemilson Julio Maneira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *