Perdão irrestrito

ii

PERDÃO IRRESTRITO!
Mateus 18.21-35

Propósito Geral: Doutrinário.
Tema Específico: O perdão irrestrito é uma dádiva

Afirmação Teológica: Uma das grandes verdades deste texto bíblico é esta:

O PERDÃO IRRESTRITO É UMA DAS MAIORES DÁDIVAS DO CRISTIANISMO.

– O Perdão Irrestrito é uma dádiva por causa das suas extraordinárias POSSIBILIDADES:

1. O PERDÃO IRRESTRITO É A ÚNICA POSSIBILIDADE QUE NOS FAZ PERDER O MEDO DA REAPROXIMAÇÃO – vs 26.
    Se não existisse a possibilidade de um Perdão Irrestrito dificilmente nos sentiríamos encorajados à reaproximação com alguém que nos ofendeu ou a quem nós ofendemos, pois, mesmo que reatássemos as relações, as lembranças das ofensas do passado iriam acabar nos afastando novamente.

O Perdão Irrestrito nos faz “esquecer” o passado.

     “… lhes perdoarei a sua iniqüidade, e não me lembrarei mais dos seus pecados” – Jeremias 31.34.

2. O PERDÃO IRRESTRITO É A ÚNICA POSSIBILIDADE DE UM VERDADEIRO AJUSTE DE CONTAS – vs 27.
    O pecado causa-nos danos tão profundos e irreparáveis que somente o Perdão Irrestrito possibilita um verdadeiro ajuste de contas.
Por exemplo, somente o Perdão Irrestrito possibilita um verdadeiro ajuste de contas entre um assassino e os pais da vítima, pois não há nada que o assassino possa dar (nem mesmo sua própria vida) que possa trazer o filho que foi morto de volta à vida .
Somente o Perdão Irrestrito consegue “passar a régua” e zerar as nossas dívidas.

     “Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados são como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que são vermelhos como o carmesim, tornar-se-ão como a lã” – Isaias 1.18.

3. O PERDÃO IRRESTRITO É A ÚNICA POSSIBILIDADE DE VIVERMOS EM PAZ COM DEUS E COM OS HOMENS – vs 29-35.
    Precisamos perdoar e pedir perdão sempre, pois constantemente somos ofendidos pelos homens e ofendemos a Deus e aos homens (“… e perdoa-nos as nossa dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores” – Mateus 6.12).

    Perdoar para ser perdoado.
Perdoar não apenas 7 vezes, mas 70 x 7 (ad infinitum).

     “Justificados, pois, pela fé, tenhamos paz com Deus” – Romanos 5.1.

Conclusão:
– Possibilidade de Reaproximação;
– Possibilidade de um Verdadeiro Ajuste de Contas, e;
– Possibilidade Viver em Paz com Deus e com os homens,

É por causa destas suas extraordinárias possibilidades que dizemos que o Perdão Irrestrito é uma das maiores dádivas do Cristianismo.

Autoria: Pr Ronaldo Alves Franco

13.02.2007