Pensamentos sobre liderança

PENSAMENTOS SOBRE LIDERANÇA
(“Examine… e retém o que é bom”)


O famoso pregador e escritor suíço do século dezenove, Alexandre Vinet, estava bastante desanimado quando escreveu isto: “A diagonal é uma linha favorita de todas as assembléias que se reúnem para resolver uma questão de consciência”. Esperamos que tal não aconteça nas assembléias de nossas igrejas. Sim, sim. Não, não – deve ser nossa regra. Nada de comprometimentos.

Quando Reenwalt, era presidente da Dupont, ele disse: “Um minuto gasto em planejamento economiza três ou quatro na execução”.

Ted W. Engstron escreveu: “Alvos sem planejamento são como um navio que tem destino, mas não tem leme”.

Neemias é um livro bíblico acerca da liderança cristã. Cyril J. Barber, disse que faz questão de estudá-lo pelo menos uma vez ao ano!

Possuir registros exatos não é falta de espiritualidade. Há na Bíblia um livro chamado Números. Mas há grande diferença entre saber o número das ovelhas e conhecer o estado do rebanho. O bom pastor preocupa-se até mesmo por uma ovelha perdida.

Rick Warren é quem costuma dizer: “Todos os líderes são aprendizes e, no momento em que você deixa de aprender, deixa também de liderar”. (Um Ministério Com Propósitos – Editora VIDA, pg 14).

O líder não pode promover o conceito “faça isso do meu jeito porque é o único jeito”. Há muitas maneiras de realizar um ministério. (Doug Fields, em Um Ministério Com Propósitos – Editora VIDA, pg 18).

“Se você tem medo da opinião dos outros, não é um líder”. (Doug Fields, em Um Ministério Com Propósitos – Editora VIDA-, pg 65).

Os líderes moles formam gente mole.

…e depois de pensar muito sobre este assunto, descobri que a igreja é a coisa mais difícil de ser liderada. Acho que é mais fácil liderar lá no mercado de trabalho, uma organização, do que a igreja; quando você esta no mercado de trabalho pode usar poder, controle, e dinheiro para liderar. Você pode virar para o empregado e dizer, ou você faz isso ou está fora. Você pode falar isso lá na igreja? No exército você diz assim: Você fez isso? Muito bem, tem que pagar 50 flexões! Você não pode fazer isso na igreja! Se você disser para os seus diáconos que eles tem de fazer flexões por dos seus erros, você não vai durar muito tempo! (Internet)

Dwight L. Moody dijo: “Prefiero poner a diez hombres a trabajar, que hacer el trabajo de diez hombres” (Internet).

Havia um Bispo no Rio de Janeiro, chamado Roberto MacLister, Bispo Primaz da Igreja de Nova Vida, em Botafogo, já falecido, que costumava dizer em seu Programa de todas as manhãs, “Café Espiritual”, que três coisas derrubam o Servo de Deus que não está vigiando: – “Dinheiro”,”Mulher” e “Poder”.

Precisamos de líderes que sejam sábios, não espertos.

Das centenas de definições, gosto do que conceitua administração como “três p”: “Prever Para Prover”. Por exemplo: Prever estratégias, prover ações; prever ações, prover meios.

Passeando pelos canais da TV, uma cena me chamou a atenção. Apareceu um enorme elefante, daquele tipo “super” super grande, super agitado e super imponente. O narrador dizia: “este é um raro macho, daqueles que lideram uma enorme quantidade de elefantes”. Mostrou então um elefantinho abandonado num descampado sendo atacado por seis leões. O narrador dizia então: “Este pobre elefante já tem seu destino traçado – morrerá porque ficou abandonado e não tem a menor chance de sobrevivência num ataque deste tipo – é uma pena…”Mas o elefantinho, mesmo com um leão agarrado em sua perna e outro montado sobre seu corpo continuava correndo, lutando para sobreviver. Até que parou. Os leões então avançaram. Um na orelha, outro nas costas, um no pescoço. “É o fim deste…”De repente, o inesperado: o elefantinho se levantou e saiu correndo novamente. Os leões, que também eram jovens e inexperientes, já estavam cansados e não conseguiam mais acompanhar o perseverante elefante. Aí então o narrador falou: “Este elefante conseguiu sobreviver porque nunca se entregou – com certeza será um daqueles super líderes. Apareceu então a imagem do grande elefante e do elefantinho correndo sozinho pelo descampado, com toda uma vida vitoriosa pela frente.Que tipo de pessoa você é? Do tipo “elefantinho”, que dentro de si tem um Deus enorme e maravilhoso que lhe fortalece em todas as situações, ou você é do tipo “leão inexperiente” que se cansa a toa e desiste fácil?

Peter Drucker ensinava que, para ser um líder eficiente, você não precisa fazer tudo certo, mas deve fazer as coisas certas.

Igrejas que não têm nenhum plano para formar líderes, planeja, por omissão, perder a colheita.

“Existem dois tipos de líderes que não queremos em nossa igreja: aqueles que não fazem o que se manda e aqueles que só fazem o que se manda”.

“Administrar é cuidar de detalhes”. – Osíris Lopes Filho

Certo indivíduo estava tentando cortar uma árvore muito grossa. Suava de pingar e parecia não fazer grande progresso. Um companheiro observou que o machado estava cego. “Por que não vai amolar o machado?”, perguntou. “Não tenho tempo”, retrucou, meio irritado, o candidato a lenhador. Essa história curiosa nos faz lembrar daqueles que dizem não ter tempo para se prepararem direito com vistas à obra do ministério, liderança…

Uma boa definição de amigo é essa: “Amigo é aquele que sabe tudo a seu respeito, mas mesmo assim, continua sendo seu amigo”. Jesus sabe tudo a nosso respeito, mas longe de odiar-nos, Ele nos ama. Jesus é o melhor amigo!

“É impossível governar bem o mundo sem Deus e sem a Bíblia.” George Washington

“As nuvens são como chefes… quando desaparecem, o dia fica lindo!!!”

Moisés passou 40 anos no deserto. À primeira vista, parecem 40 anos perdidos. Mas não foram. Lá ele trabalhou com gado. Ele casou-se e criou sua família. Durante esses anos de silêncio, Deus estava, aos poucos, formando um líder para seu povo. – Juventude 3T86.

Eis o estilo de liderança de Jesus que você deve adotar: Os quatro “s” do líder: “Submisso ao superior, servo dos subordinados”.

Um pastor, em abril de 1920, declarou na Revista Mocidade Baptista: “Um chuvisquinho tem o poder de formar o arco-íris com as suas cores diversas dos raios do sol, porque separa as diversas cores dos raios e as classifica e ajunta em separado. Quem me dera o poder de separar os elementos de Liderança… – O Jornal Batista.

Quando o povo de Israel pediu um rei, serviu-se das nações pagãs como modelo: “Constitui-nos um rei… como o têm todas as nações” (1Sm 8.5). Israel havia se cansado de estar sob a direção de Deus; queriam um rei. Escolheram um modelo incoerente com os princípios do verdadeiro Deus. No afã de obterem o que cegamente almejavam, não mediram as conseqüências, que certamente viriam, como vieram. – Edmilson Campos Braga, em O Jornal Batista.

O sujeito acaba de assumir o comando de uma importante multinacional e, no dia de sua posse, recebe três envelopes do seu antecessor: – Abra cada um deles, toda vez que se deparar com um problema difícil – aconselha o ex-presidente. As coisas parecem que iam caminhando bem até que alguns meses depois a empresa começa a dar prejuízo. Ele abre o primeiro envelope: “Culpe o seu antecessor”! Ele reúne-se com os acionistas, mostra gráficos e consegue provar que a culpa era do seu antecessor. Animados com o discurso, os acionistas voltam a investir e logo a empresa se recupera. Mais alguns meses se passam, o lucro desaparece, ele abre o segundo envelope: “Corte custos”. Imediatamente ele reúne a diretoria e exige cortes drásticos em todas as áreas. No mês seguinte os resultados já começam a ser satisfatório novamente. Passa-se mais um ano e novamente a empresa volta a dar prejuízo. Ele abre o terceiro envelope: “Prepare três envelopes”!

Descobrimos a arma secreta da igreja em células: desenvolver um exército de líderes de célula comprometidos com a colheita. – Joel Comiskey, “Multiplicando a Liderança”.

Um estudo de 300 personalidades de grande sucesso, como Franklin Roosevelt, Helen Keller, Wiston Churchill, Albert Schweitzer, Mahatma Gandhi e Albert Einsten revelou que um quarto deles eram portadores de deficiência, como cegueiras, surdez ou algum aleijamento. Três quartos haviam nascido na pobreza, vindos de lares destruídos, ou de situações extremamente tensas ou tumultuadas. Às vezes falhamos em ver líderes emergentes porque estamos olhando para as coisas erradas. – Joel Comiskey, “Multiplicando a Liderança”.

Liderança é como o Abominável Homem da Neve, cujas pegadas estão em todo lugar, mas não é visto em lugar algum. – Joel Comiskey, “Multiplicando a Liderança”.

Uma organização missionária queria mandar pessoas para ajudar o Dr. Livingston na África. O líder da missão escreveu: “Você já encontrou um bom caminho para onde você está? Se já, gostaríamos de enviar outros homens para ajudar você”. Livingston respondeu: “Se você tem homens que virão apenas porque existe um bom caminho, eu não os quero. Eu quero homens que venham mesmo que não exista caminho nenhum”. Líderes fazem os seus próprios caminhos; eles abrem suas próprias trilhas. Eles estão dispostos a arriscar-se por Jesus. – Joel Comiskey, “Multiplicando a Liderança”.

No boletim de uma igreja batista estava escrito: “Ministro da Igreja: todos os membros. Auxiliar dos ministros: o Pastor da Igreja”. De fato, os pastores têm a incumbência de treinar e equipar a igreja para ela cumprir seu ministério.

Ouvi de um pastor o seguinte comentário que me chamou sobremodo a atenção: “Uma bola em minhas mãos, não passa de um brinquedo; uma bola nas mãos de um craque do basquete significa muitas cestas. Uma raquete de tênis em minhas mãos não passa de um objeto; uma raquete nas mãos de um tenista profissional torna-se fator de campeonato. Uma vara nas minhas mãos não passa de uma frágil parte de vegetal; uma vara nas mãos de Moisés dividiu o Mar Vermelho em duas muralhas de água. Cinco pães e dois peixes dariam, quando muito, para umas três pessoas enganarem sua fome, mas os mesmos cinco pães e dois peixes nas mãos de Jesus, alimentaram muito mais de cinco mil pessoas”. Ao ouvir tais comparações, fiquei a meditar em minha vida: onde eu tenho colocado o que sou e tenho? Em minhas próprias mãos, meus recursos pouco realizam; mas se eu os colocar nas poderosas mãos do grandioso Deus, minha pequena capacidade vai abençoar muitas pessoas. Meus parcos recursos financeiros, se confiados à sábia administração de Deus, vão ser multiplicados muitas vezes e farão coisas extraordinárias no reino de Deus.

Uma empresa entendeu que estava na hora de mudar o estilo de gestão e contratou um novo gerente geral. Este veio determinado a agitar as bases e tornar a empresa mais produtiva. No primeiro dia, acompanhado dos principais assessores, fez uma inspeção à toda empresa. No armazém todos estavam trabalhando, mas um rapaz novo estava encostado na parede com as mãos no bolso. Vendo uma boa oportunidade de demonstrar a sua nova filosofia de trabalho, o novo gerente perguntou ao rapaz: – Quanto é que você ganha por mês? – Trezentos reais, porquê? – respondeu o rapaz sem saber do que se tratava. O administrador tirou os R$ 300,00 do bolso e os deu ao rapaz, dizendo: – Aqui está o seu salário deste mês. Agora desapareça e não volte aqui nunca mais! O rapaz guardou o dinheiro e saiu conforme as ordens recebidas. O gerente então, enchendo o peito, pergunta ao grupo de operários: – Algum de vocês sabe o que este tipo fazia aqui? – Sim Senhor – responderam atônitos os operários. – Veio entregar uma pizza e estava aguardando o troco. “Tem pessoas que desejam tanto mandar, que se esquecem de pensar”

J. Oswald Sanders declarou: “A verdadeira grandeza e a verdadeira liderança, não é alcançada conseguindo a sujeição de pessoas ao nosso serviço, mas mediante nossa consagração ao serviço às pessoas”. Fonte: Evaldo Rocha

George Washington declarou: “Impossível é governar bem o mundo sem Deus e sem a Bíblia”. 16/12/06

“A Liderança é acima de tudo uma posição de serviço”. Max Depree, Leadership Jazz. 9/4/07

Enviada pelo colaborador: Carlos Ribeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *