O passarinho e o velho carvalho

o passarinho e o velho carvalhoO PASSARINHO E O VELHO CARVALHO

Certa vez um passarinho pousou num velho carvalho e, lá do alto, perguntou para a árvore:

– Porque você é assim, tão retorcido?

– Você me acha feio? perguntou o carvalho.

– Bem, não posso negar que já pousei em árvores mais bonitas… O que foi que houve com você?

– Sou assim todo retorcido por causa das inúmeras tempestades e catástrofes que já enfrentei na vida. Cada uma delas deixou uma marca em mim.

– Pobrezinho, lastimou o passarinho.

– Não, passarinho, não fique com pena de mim. Foi bom eu ter passado as provações que passei, pois minhas raízes se aprofundaram e meu caule se fortaleceu. Hoje não é qualquer tempestade que me perturba.

De repente, um tempestade violenta se formou e bateu com ímpeto naquela região. Árvores foram arrancadas, galhos se despedaçaram, mas o velho carvalho aguentou tudo com a solidez do ferro.

Depois da tempestade, o passarinho, que havia se protegido no carvalho, agradeceu:

– Obrigado meu amigo, pela acolhida e pela proteção. Realmente, suas raízes são profundas e o seu caule é firme. Sorte minha e de muitos outros pequeninos como eu, que não teriam condições de vencer sozinhos uma tempestade como essa!

Autor: Pr Ronaldo Alves Franco

 


Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos – Salmo 119.71