O alpinista

O ALPINISTA

montanha

Contam que um alpinista, desesperado por conquistar uma altíssima montanha, iniciou sua escalada depois de anos de preparação. Como queira a glória só pra si, resolveu subir sem companheiros.

Durante a subida, foi ficando mais tarde e mais tarde e ele, para ganhar tempo, decidiu não acampar, sendo que continuou subindo… e, por fim, ficou escuro.

A noite era muito densa naquela ponto da montanha, e não se podia ver absolutamente nada. Tudo era trevas, visibilidade zero, a lua e as estrelas estavam encobertas pelas nuvens.

Ao subir por um caminho estreito, a poucos metros do topo, escorregou e precipitou-se pelos ares, caindo a uma velocidade vertiginosa.

Naqueles breves segundos da sua queda, sua vida passava-lhe inteira à sua frente. Quando a morte já lhe era certa, de repente, um fortíssimo solavanco… causado pelo esticar da corda à qual estava amarrado e que, por sorte, prendera-se às rochas.

Nesse momento de solidão, suspenso no ar, não havia nada que pudesse fazer, senão pedir socorro aos céus:
– Meu Deus, ajude-me!

De repente, uma voz vinda dos céus lhe pergunta:
– Que queres que eu te faça?
– Salva-me, meu Deus! Respondeu o alpinista.
– Crês realmente que Eu posso salva-lo?
– Sim, Senhor, eu creio.
– Então, corta a corda!

Depois de um profundo momento de silêncio, o alpinista agarrou-se ainda mais à corda.
– Porque duvidas… não crês que eu posso salvá-lo? Insistiu a voz. – Se creres, verás a glória de Deus.

A equipe de resgate, no outro dia, encontrou o alpinista morto, congelado, com as mãos firmemente agarradas à corda… a apenas dois metros do chão.

Em seu gravador de voz ele deixou essa sua experiência registrada, e concluiu com as seguintes palavras: – E aquela voz me dizia pra cortar a corda, mas eu não consegui!

“O Senhor nosso Deus nos segura pelas mãos e nos diz: Não temas, Eu te ajudo” – Isaías 41.13.


Autor desconhecido

Adaptação: Pr Ronaldo Franco
Colaboração: Joares Paisany Coelho.

Você precisa estar LOGADO para fazer comentários. Registre-se, gratuitamente!