Jesus no tanque de Betesda

Jesus no tanque de Betesda

JESUS NO TANQUE DE BETESDA
Depois disso, houve uma festa dos judeus, e Jesus foi até Jerusalém. Ali existe um tanque chamado “Betesda” (que significa Lugar da Misericórdia Divina). Perto das entradas estavam deitados muitos doentes: cegos, aleijados e paralíticos esperando que a água do tanque se movimentasse, pois acreditavam que, de vez em quando, um anjo descia e agitava a água, e o primeiro doente que entrava no tanque depois disso sarava de qualquer doença. Entre eles havia um homem que era doente fazia trinta e oito anos. Jesus viu o homem deitado e, sabendo que fazia todo esse tempo que ele era doente, perguntou: — Você quer ficar curado? Ele respondeu: — Senhor, eu não tenho ninguém para me pôr no tanque quando a água se mexe. Cada vez que eu tento entrar, outro doente entra antes de mim. Então Jesus disse: — Levante-se, pegue a sua cama e ande! No mesmo instante, o homem ficou curado, pegou a cama e começou a andar. – João 5.1-9 (parafraseado). 
Jesus no tanque de Betesda 

Com o passar dos anos, ninguém mais “enxerga” uma pessoa doente assim, pois nos acostumamos com a situação dela. Mas Jesus não é como nós; Ele vê e resgata o aflito e o necessitado, não importam quantas BARREIRAS há à sua frente.

1. JESUS RESGATOU ESTE HOMEM, APESAR DA BARREIRA SOCIAL Jesus no tanque de Betesda
O contexto social do tanque de Betesda, daqueles dias, é muito semelhante aos das salas de espera dos hospitais e postos de saúde de hoje quando faltam médicos, remédios e atendimento. Talvez seja pior ainda que estas salas de espera, pois lá não havia ordem de chegada, prioridade para os casos mais graves ou qualquer outro tipo de critério. Ali era cada um por si! E, como sempre, os doentes ricos tinham privilégios, pois podiam contratar e manter empregados para os colocar [até mesmo à força] nos melhores lugares e jogá-los no tanque quando achassem que a água havia se movimentado.

Quanto aos doentes pobres, estes ficavam relegados aos piores lugares, desamparados e “invisíveis”. Este homem tinha poucas chances naquele contexto social (“Cada vez que eu tento entrar, outro doente entra antes de mim”), mas Jesus olhou por ele e o salvou.

Algo semelhante ocorre em nossos dias: Jesus continua resgatando pessoas inseridas nos mais perversos contextos sociais (famílias desestruturadas, miséria, orfanatos, presídios, ambiente de violência, descaso etc.).

Sim, é verdade que o contexto social influencia o destino de uma pessoa, mas, ao contrário do que muitos dizem,  o contexto social não define o destino de ninguém, pois, assim fosse, todos os filhos de uma família desestruturada seriam bandidos ou, por outro lado, todos os filhos de uma família bem estruturada seriam pessoas de sucesso, mas não é assim que funciona. Uma família boa pode gerar filhos maus e vice e versa.

O que define o nosso destino, especialmente o nosso destino eterno, é o poder de Deus se manifestando em nossas vidas por meio do Seu Único Filho. Jesus no tanque de Betesda

2. JESUS RESGATOU ESTE HOMEM, APESAR DA BARREIRA PSICOLÓGICA Jesus no tanque de Betesda
Ali era lugar de muitos problemas de ordem psicológica, tais como depressão (muitos doentes amontoados num só lugar),  ansiedade (eles não sabiam QUANDO ou SE, de fato, a água se moveria), solidão (“Senhor, eu não tenho ninguém”), dependência doentia e autopiedade (“Eu não consigo ser curado porque ninguém me ajuda”).

Depois de tantos anos mofando aquele lugar, o emocional deste homem estava de mal a pior; no entanto, apesar do seu lastimável estado psicológico, Jesus olhou por ele e o salvou.

A confusão psicológica de uma pessoa pesa, mas o poder de Deus pesa muito mais. Não importa em que estado psicológico uma pessoa está, o poder Deus em Cristo pode alcançá-la. Jesus no tanque de Betesda

3. JESUS RESGATOU ESTE HOMEM, APESAR DA BARREIRA ESPIRITUAL Jesus no tanque de Betesda
Depois de 38 anos esperando um milagre que nunca veio, aquele homem já não tinha nem fé nem esperança; depois de tantos anos de decepção, esperando a visita de um anjo, os seus olhos espirituais se fecharam a tal ponto que não podia nem ver que o próprio Deus estava ali, o visitando.

Algo muito semelhante está acontecendo hoje nestas “igrejas” que criam expectativa de milagres todos dias, que “agitam as águas”, que “provocam milagres”, em tentativas artificiais e desesperadas de estimular a fé dos ouvintes (e suas doações, é claro).

No entanto, geralmente, nada acontece e as pessoas vão se decepcionando, vão ficando cansadas de ficar nestas “salas de espera da cura divina” e, com o tempo, vão perdendo a sua fé em Deus e a sua esperança.

Mas Jesus rompeu também esta barreira, olhou por ele e o salvou. A cegueira espiritual é um grande complicador, mas o poder de Deus é suficiente para abrir os olhos mais fechados. Não importa o quanto uma pessoa esteja cega ou decepcionada, Jesus pode resgatá-la. Jesus no tanque de Betesda

CONCLUSÃO
Jesus rompeu a barreira da influência negativa daquele contexto social; rompeu as barreiras psicológicas que se formaram no emocional daquele homem e rompeu a cegueira espiritual que o impedia de ver Deus. Jesus viu aquele homem e o salvou.

 

Autor: Pr Ronaldo Franco – Jul/2015

 

Jesus no tanque de Betesda

10 Comentários em “Jesus no tanque de Betesda”

  1. Marcos Gomes da silva

    Maravilha de palavra, veio de encontro ao momento que estou vivendo e veio pra me abençoar, Glorias a Deus!!!! pois eu buscava um esboço para pregação e fui abençoado………

  2. GEREMIAS FRANCELINO

    Muito edificante! Glória a Deus pela vida de vocês, que tem nos abençoado de uma maneira especial com estes estudos e pregações inspirados por Deus! Que o Senhor continue abençoando o ministério de vocês amados pastores!
    Presbítero Geremia- Guaratinguetá.

  3. Luiz Antonio Silva

    Tenha a Certeza absoluta que os amados irmãos são um canal de bênção para muitos ministérios, o meu é um deles. Pr Luiz Antonio

  4. lico da orla

    os esboços são simples e bons, gostei muito, Deus continue abençoando este site e os pastores

  5. Site do Pastor

    Olá, Vicente, graça e paz. Obrigado por suas gentis palavras. Que o bom Deus te recompense por esta demonstração de gratidão e carinho para conosco. Ajude-nos nesta obra, incluindo-nos em suas intercessões e divulgando o Site do Pastor entre seus amigos. Abraços, Pr Franco.

  6. vicente de paula domingues

    fiquei muito impactado com esta mensagem ao qual me trouxe outra clareza, que o nosso Deus continua derramando as ricas bençãos sobre os pastores.
    obrigado Vicente de paula domingues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *