Golpe certeiro

GOLPE CERTEIRO

Certa vez, quando cruzava uma mata, meu pai avistou uma cobra muito grande atravessando lentamente o pequeno carreiro por onde ele seguia.

Resolveu não mexer com o réptil; era mais prudente deixá-lo seguir seu caminho sem ser incomodado.

Enquanto aguardava em silêncio, ficou admirando a beleza dos reflexos da luz solar nas escamas da serpente, algo muito parecido com o reflexo do ouro e da prata e, sem perceber, começou a pensar em moedas; moedas de ouro e de prata.

Então, de repente, um estalo muito alto cortou o silêncio da mata: Pááááhhh!

Assustado, meu pai voltou à realidade e viu a cobra morta, caída logo atrás de si. Um hábil caçador que passava por ali naquele momento tinha atirado bem na cabeça do bicho.

Para seu horror, meu pai percebeu que enquanto pensava em ouro e prata, a cobra havia dado meia volta ao redor do seu corpo e já estava em posição para imobilizá-lo e matá-lo estrangulado.

Meu pai ainda era solteiro quando isto aconteceu.

Naquela tarde aquele caçador salvou a vida do meu pai, mas não foi só a vida do meu pai que ele salvou, ele salvou a vida dos meus irmãos e irmãs, e a minha vida também, pois se ele tivesse morrido naquele dia, obviamente, não teria se casado, e não teria tido sete filhos, 10 netos e netas e muitos bisnetos que continuam chegando para alegrar os nossos lares.

Com um só tiro aquele caçador salvou muitas vidas.

 


Cristo morreu uma só vez pelos pecados,
o justo pelos injustos,
para levar-nos a Deus.

I Pedro 3.18

www.SitedoPastor.com.br

 

Autor: Pr Ronaldo Alves Franco
(Fato verídico, ocorrida com meu pai)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *