Fiado? Não, obrigado!

FIADO? NÃO, OBRIGADO!

Numa biografia de Spurgeon se lê que o notável evangelista, quando menino, enamorando-se de um brinquedo e não tendo dinheiro, comprou-o fiado.

Quando o pai soube, aplicou-lhe uma surra severa. Doeu bastante, mas valeu.

Quando construía o Tabernáculo de Londres, houve dias em que faltou dinheiro para a compra de material. Não faltaram sugestões de oficiais da igreja para comprar fiado. Mas o homem de Deus permaneceu irredutível:
– Interrompa-se a edificação, mas fiado nunca. Papai me ensinou a não comprar fiado.

E o Tabernáculo se erigiu. E, quando a obra se completou, a igreja não devia um centavo a ninguém.


Não estejas entre os que se comprometem,
e entre os que ficam por fiadores de dívidas.

Provérbios 22.26

www.SitedoPastor.com.br

Autor: Desconhecido
Enviado pelo colaborador: Wilson B. Vasconcelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *