Evangelho de palavras vazias

evangelho de palavras vazias

EVANGELHO DE PALAVRAS VAZIAS

Mas alguns andam ensoberbecidos, como se eu não houvesse de ir ter convosco, mas em breve irei ter convosco, se o Senhor quiser, e então conhecerei, não as palavras [vazias] dos que andam ensoberbecidos, mas o [seu pretenso] poder. Porque o reino de Deus não consiste em palavras [vazias], mas em poder – 1 Coríntios 4:18-20. (*)

NA LINGUAGEM DE HOJE: Alguns de vocês ficaram orgulhosos, certos de que eu não iria visitá-los. Porém, se o Senhor quiser, eu vou visitá-los logo. Então vou saber o que esses orgulhosos são capazes de fazer e não somente o que eles são capazes de dizer. Pois o Reino de Deus não é coisa de palavras, mas de poder – 1 Coríntios 4:18-20.

Esse texto bíblico nos mostra que, desde o início do Cristianismo, há dois tipos de Evangelho:
1. O “evangelho” de palavras vazias, praticado pelas pessoas soberbas, orgulhosas.
2. O Evangelho genuíno.

1. O EVANGELHO DE PALAVRAS VAZIAS FAZ MUITAS PROMESSAS, MAS NÃO CUMPRE O PROMETIDO
Esse “evangelho” promete cura, milagres (até com hora marcada), bênçãos, prosperidade financeira, emagrecimento, experiências maravilhosas etc., no entanto, estas promessas nunca se cumprem, fazendo com que a multidão das pessoas decepcionadas, frustradas e, infelizmente, afastadas da igreja e de Deus aumente .

Eles têm muita coragem de prometer, mas não têm força nem poder para cumprir o que prometem.

2. O EVANGELHO DE PALAVRAS VAZIAS FALA MUITO, MAS NÃO FAZ NADA
Esse “evangelho” diz que vai acontecer isso e aquilo, determinada, ordena, profetiza, revela, “despede em paz”, unge tudo, interpreta sonhos e visões etc., no entanto, não faz nada, fazendo com que a multidão das pessoas que perderam a fé, que não creem mais em nada aumente.

As palavras vazias deste “evangelho” destrói a fé de milhares de pessoas todos os dias, pois este “bichos falantes” j
amais põe a “mão no batente”, jamais descem dos seus pedestais para ajudar alguém de fato.

3. O EVANGELHO DE PALAVRAS VAZIAS IMPRESSIONA, MAS NÃO TRANSFORMA NINGUÉM
Para que as pessoas não desconfiem que se trata de um “evangelho” de palavras vazias, eles capricham no falar. Falam muito “bonito”, voz imponente, sorriso estampado na cara, cara de vitorioso etc.

Alguns usam vestimentas sacerdotais, colocam símbolos judaicos no altar, tocam o chifre do cordeiro (chofar), falam palavras da língua hebraica ou aramaica, fazem orações “fortes”, expulsam, repreendem, determinam etc., mas, infelizmente, as pessoas não são transformadas pelo poder de Deus.

Alguns até prosperam financeiramente, outros ganham uma bênção aqui e acolá e chegam até a trocar de religião, mas não trocam de coração, não mudam de vida, não são convertidos genuínos, não se tornam verdadeiros adoradores, continuam no caminho da perdição.

4. O EVANGELHO GENUÍNO É DIFERENTE
Tudo que Deus promete, Ele cumpre.
A Palavra de Deus aumenta a fé das pessoas (ao contrário do “evangelho” de palavras vazias, que destrói a fé).
Os pecadores são transformados em novas criaturas e salvos pela fé em Jesus.

CONCLUSÃO
O “evangelho” de palavras vazias cumpre, mas não promete, destrói a fé das pessoas e não transforma ninguém. O Evangelho genuíno é de confiança, produz e aumenta e fé, e transforma o pecador em nova criatura.

Qual evangelho nós estamos seguindo?

Autor: Pr Ronaldo Franco
26/01/2016
(*) As palavras [vazias] e [seu pretenso] são adições do autor do sermão ao texto bíblico, visando melhorar o pleno entendimento do mesmo.

Evangelho de palavras vazias

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *