Enchei-vos pelo Espírito

ENCHEI-VOS PELO ESPÍRITO
Efésios 5.18-21


Propósito Geral: Consagratório.
Tema Específico: Como ser cheio pelo Espírito Santo.

Notas explicativas do texto:
O verbo principal do verso 18, traduzido para o português como “enchei-vos”, apresenta importantíssimas particularidades que devemos levar em conta para uma correta interpretação do texto:

a) O verbo, no original, está na voz passiva, logo, sua melhor interpretação seria “deixem-se encher”.
b) O verbo, no original, está no tempo presente, que traz a ideia de sentido progressivo: Trata-se de um processo contínuo e crescente de enchimento.
c) O dativo, no original grego, não indica o Espírito Santo como o elemento pelo qual somos enchidos, mas o verbo exige a ideia de sermos cheios pelo Espírito Santo, ou seja, esta parte das Escrituras não está dizendo que vamos ser cheios DO Espírito Santo, mas, sim, PELO Espírito Santo.
d) A seguinte proposta de uma livre tradução pode nos dar uma ideia muito aproximada do sentido original do texto: “Deixem-se encher pelo Espírito Santo!”.

O que significa, na prática, ser constante e progressivamente cheio pelo Espírito Santo?
Essa é uma questão muito ampla, mas, a grosso modo, podemos afirmar que uma pessoa cheia pelo Espírito Santo:

– É uma pessoa que manifesta em seu viver diário o caráter de Jesus Cristo.
– É uma pessoa cujo controle da vida está inteiramente nas mãos de Deus.
– É uma pessoa que manifesta em seu viver o fruto do Espírito, descrito em Gálatas 5.22 (amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão e temperança).
– É uma pessoa que se esvaziou de si mesmo e está cheia de Cristo.
– É uma pessoa que está experimentando a plenitude de vida que Cristo veio para nos dar.


Idéia Central do Sermão
: Somente os legítimos filhos de Deus podem ser cheios pelo Espírito Santo.

Frase de Efeito: DEIXEM-SE ENCHER PELO ESPÍRITO SANTO!

Pergunta de Ligação: – Quais atitudes o texto bíblico em questão prescreve aos crentes que desejam se deixar encher pelo Espírito Santo?


Nota
: Para tornar o sermão mais fácil de ser lembrado e assimilado pelos ouvintes, vamos chamar cada atitude que o texto bíblico prescreve de “ANDO”.


O PRIMEIRO “ANDO” VEM DE “ADORANDO” (Adorando a Deus o tempo todo) – vs 19.
Tema do Meio
: Adoração como estilo de vida.

Explicação: O texto se explica por si mesmo: “Falando entre vós em salmos, e hinos e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração”, isto é, ter nos lábios e no coração — SEMPRE – uma atitude de louvor e adoração. Ao viver adorando, o crente vai sendo cheio pelo Espírito Santo.
Ilustração: O homem natural se enche de bebida para cantar; o crente, canta para se encher.
Fundamentação: Sl 22.3: “Porém tu és santo, tu que habitas entre os louvores de Israel”.
Ponto-Cruz: ___________________________________________________________
Aplicação: Falou da Palavra e dos assuntos que agradam a Deus, deixou-se encher um pouco mais pelo Espírito; falou besteira, esvaziou-se. Cantou louvores, deixou-se encher um pouco mais pelo Espírito; cantou música imunda; esvaziou-se. E vai por aí afora.
Apelo do Meio: Falem entre vós em salmos, e hinos e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração!

O SEGUNDO “ANDO” VEM DE “DANDO” (Dando sempre graças a Deus, por tudo) – vs 20.
Tema do Meio
: Gratidão ampla, geral e irrestrita.

Explicação: Dê graças à Deus por tudo; mas, por tudo mesmo, tanto pelas coisas boas como pelas lutas, provas, dificuldades, sofrimentos e dor.
Ilustração: _____________________________________________
Fundamentação: Rm 8.28: “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”.
Ponto-Cruz: _____________________________________________
Aplicação: Agradeceu pela chuva que cai sem parar, deixou-se encher um pouco mais pelo Espírito; reclamou; esvaziou-se. Agradeceu a Deus pelas provas, lutas e sofrimentos, deixou-se encher um pouco mais pelo Espírito; murmurou, esvaziou-se. E vai por aí afora.
Apelo do Meio: Dêem sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.

O TERCEIRO “ANDO” VEM DE “SUJEITANDO” (Sujeitando-vos uns aos outros) – vs 21.
Tema do Meio
: Sujeição mútua e voluntária.

Explicação: Tanto o que tem autoridade para mandar como aqueles que devem obedecer, devem se sujeitar uns aos outros.
Ilustração: _____________________________________________
Fundamentação: Rm 13.1, Fp 2.3, I Pe 2.13-16.
Ponto-Cruz: _____________________________________________
Aplicação: Colocou-se humilde e voluntariamente em sujeição aos seus irmãos, deixou-se encher um pouco mais pelo Espírito; julgou-se maior ou superior; esvaziou-se. Pediu e levou em conta a opinião dos irmãos, deixou-se encher um pouco mais pelo Espírito; guiou-se exclusivamente por sua cabeça, sem dar ouvidos a ninguém, esvaziou-se. E vai por aí afora.

A partir deste ponto, o texto faz algumas aplicações interessantes:
* As esposas devem se sujeitar aos seus maridos (Ef 5.22-24).
* Os maridos devem amar a igreja com amor sacrificial, do mesmo jeito que Cristo ama a Sua igreja (Ef 5.25-33).
Em outras palavras, o marido tem autoridade sobre a esposa, mas deve tratá-la como um rei apaixonado trata a sua rainha.
Uma esposa amada com tal intensidade não terá nenhuma dificuldade em acatar a autoridade do marido.
* Os filhos devem se sujeitar ao seus pais (Ef 6.1-3).
* Os pais tem autoridade sobre os filhos, mas não devem provocá-los à ira (Ef 6.4).
Filhos que são respeitados pelos pais não terão nenhuma dificuldade em acatar a sua autoridade.
* Os empregados devem se sujeitar aos seus patrões (Ef 6.5-8).
* E os patrões (cristãos) devem fazer o mesmo (Ef 6.9).

Há, ainda, outras orientações bíblicas neste sentido, das quais ressaltamos Hebreus 13.17:
“Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas;
para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil”.
Apelo do Meio: Sujeitai-vos uns aos outros.

Conclusão
O crente que quer ser cheio pelo Espírito Santo deve viver, de forma contínua e crescente, da seguinte maneira: Louvando a Deus de coração, Dando sempre graças a Deus por tudo e, sujeitando-se aos seus irmãos, humilde e espontaneamente.

Apelo Final
– Falem entre vós em salmos, e hinos e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração!

– Dêem sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
– Sujeitai-vos uns aos outros.


Deus seja louvado!

Autoria: Pr Franco

14.02.2013