Considerai o vosso passado

CONSIDERAI O VOSSO PASSADO
Ageu 1.1-10

Os judeus retornaram do exílio sob o decreto do rei Ciro da Pérsia, em 538 a.C., e iniciaram a reconstrução do templo. Oposições externas e desencorajamentos internos fizeram com que eles abandonassem o projeto durante dezesseis ou dezessete anos (Ed 4.1-4). 

O Senhor conclama o remanescente infiel do povo da sua aliança para arrepender-se e reconstruir o seu templo. A preocupação de Deus está baseada na sua vontade soberana e no seu desejo de ser honrado (1.8). A indiferença do povo em reconstruir o templo demonstrava uma indiferença mais profunda pela presença singular de Deus. Eles viviam sob as maldições da aliança (1.6, 9, 11), mas não percebiam isso.

Deus, então, os faz refletir: CONSIDERAI O VOSSO PASSADO!

1. UMA TRAIÇÃO É DESMASCARADA
a) Eu, o Senhor vosso Deus os libertei do exílio para reconstruir minha casa.
b) Vocês ficam dizendo: “Ainda não é tempo de edificar a Casa do Senhor”.
c) Mas, por outro lado, vocês estão construindo suas próprias casas.

É justo que a minha casa fique em ruínas?

2. UMA MALDIÇÃO É IDENTIFICADA (A maldição da aliança)
a) Tendes semeado muito e recolhido pouco.
b) Comeis, mas não chega para fartar-vos.
c) Bebeis, mas não dá para saciar-vos.
d) Vestis-vos, mas ninguém se aquece.
e) O que recebe salário, recebe-o num saco sem fundo.
f) Esperastes o muito, e eis que veio a ser pouco…
g) … e esse pouco, quando trouxestes para casa, eu com um assopro o dissipei.
h) Os céus sobre vós retêm o seu orvalho, e a terra, os seus frutos.
i) Fiz vir a seca sobre a terra.

Porque? Por causa da minha casa, que permanece em ruínas, ao passo que cada um de vós corre por causa de sua própria casa.

3. UMA PROPOSTA É FEITA
a) Trazei madeira e edificai a casa.
b) Dela me agradarei e serei glorificado.

Sabemos que Deus haveria de reverter aquele quadro de maldição em benção, pois sua palavra promete no Salmo 37.4:
“Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração”.

——————————————————————————————–


Há uma semelhança muito grande entre esta história e nossas vidas:
a) Também fomos libertados do cativeiro (do pecado).
b) Deus designou para cada um de nós uma missão no seu Reino.
c) Devemos buscar o Reino de Deus e a sua justiça em primeiro lugar.
d) Se agirmos assim, Deus se agradará de nós e o Seu Nome será glorificado.

    Por outro lado, quando abandonamos a Casa do Senhor para correr atrás dos nossos próprios interesses, a nossa situação fica igual à daquelas pessoas:
“… esperamos o muito, mas eis que vem a ser pouco”. Cada vez menos.

    Acabamos, por fim, numa armadilha: Quanto mais corremos atrás dos nossos interesses, menos temos e mais temos que correr.

    Deus nos faz uma proposta: 

    CUIDA DA MINHA CASA QUE EU CUIDO DA SUA.

    Considerai o vosso passado!
Nesta passagem de ano, faça sua reflexão e decida priorizar a Casa de Deus no ano que vem.

    Faça uma experiência!
Tenho certeza de que você não se arrependerá.

    Deus seja louvado!

Autor: Pr Franco

3 Comentários em “Considerai o vosso passado”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *