Considerações sobre a terceira idade

CONSIDERAÇÕES E HISTORIETAS SOBRE A TERCEIRA IDADE
(“Examina… e retém o que é bom”)


Uma senhora de meia-idade chega ao hospital toda em frangalhos, vítima de atropelamento. O médico examina-a, enquanto a enfermeira vai anotando numa ficha: – “Escoriações na cabeça… fratura no braço direito… luxação na clavícula… desarticulação do tornozelo esquerdo… secção longitudinal na coxa esquerda…” – e virando-se para a mulher: – “Qual a sua idade, minha senhora?” – “Trinta e cinco!” O médico vira-se para a enfermeira: – Anota também: “Perda de Memória.”

Dizem que o homem tem 4 idades: a idade em que acredita em Papai Noel, a idade em que não acredita mais em Papai Noel, a idade em que ele é o Papai Noel e a idade em que fica a cara do Papai Noel.

Um rapazinho descreveu as avós deste modo: “Uma avó é uma senhora que não tem meninos dela, por isso ama todos os das outras pessoas. Avós não têm que fazer coisas a não ser estar lá. Se te levam a passear, elas param perto de folhas e de lagartas… Elas sabem responder a perguntas como, porque os cães não gostam de gatos e porque Deus não é casado. Quando nos lêem histórias, não saltam partes e não se importam de ler a história outra vez. Todos deviam ter avós porque são os únicos adultos que têm tempo para nós.”

Henry D. Thoreau declarou: “Ninguém é tão velho como aquele que perdeu o entusiasmo”.

O cronista e romancista Fernando Sabino, morreu um dia antes de completar 81 anos de idade. Mas ele havia composto o seu próprio epitáfio: “Aqui jaz Fernando Sabino. Nasceu homem, morreu menino”.

Um eminente clínico especialista em geriatria, sobre a melhor terapía para uma anciã, aconselhou: “O melhor antidepressivo de idoso é papo!” – Jeiel CF Souza, em O Jornal Batista.

Os anos enrugam a pele, mas somente o abandono do entusiasmo enruga a alma”. – Marioz Vaz, em Escudeiro Batista

A um homem de 99 anos o Senhor disse: “Anda em minha presença e sê perfeito” (Gn 17.1). Reparemos nessa ordem: não é para parar e nem tão pouco deixar o barco correr. O imperativo é bem claro: continue andando e continue exercitando as virtudes que nos levam à perfeição em Deus.

Quando se alcança certa idade, certas limitações do corpo são inevitáveis. Quando um homem de trinta e poucos anos reclamou de dores numa das pernas, alguém lhe disse: “Isso é problema de DNA – Data de Nascimento Avançada”.

Um senhor idoso contou que, certa vez, uma menina lhe perguntou: “Como posso chegar à sua idade?” Ele disse para ela: “Não morra cedo demais”.

Eu tenho dificuldade para me desfazer de coisas velhas. As roupas que mais gosto em casa, são as mais velhas. Os meus livros e os papeis envelhecidos, são os mais bem guardados… gosto do que é velho. Até disse à minha esposa que ela não precisa se preocupar no futuro.

Teve um famoso que disse: “A partir dos 50 anos você começa a sair do prazo de garantia”. Mas não é verdade. Os velhos além de sonharem sonhos, diz a Palavra de Deus, eles são frutíferos!

“Os anos enrugam a pele, mas renunciar ao entusiasmo de viver faz enrugar a alma.” Albert Schweitzer, médico, FRA, 1875-1965.

Sabiamente Goethe escreveu: “A idade apodera-se de nós de surpresa”. E essa evidência pode desencadear grandes conflitos pessoais.

A escritora brasileira Cora Coralina, aos 14 anos, começou a escrever poemas e contos (1910), e depois de viúva, em 1934, reiniciou seu trabalho. Em 1965, aos 76 anos de idade, com a volta para a casa onde nasceu, em Goiás, publicou seu primeiro livro “Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais”, que já tem chegada à 20º edição.

“Você diz que o tempo passa? Não! O tempo fica, nós é que passamos”. Henry A. Dobson

Esteja preparado, pois ainda que pareça tarde. Noé tinha 60 anos quando Deus o levantou para construir uma arca. DEUS PODE PRECISAR DE VOCÊ PARA UMA GRANDE OBRA.

Uma repórter da Rede Super entrevistava uma senhora de 99 anos de idade. A pergunta era justamente essa: “Quantos anos a senhora tem?” e a simpática idosa respondeu: “Noventa e nove, só noventa e nove”. Surpresa, a repórter disse: “Mas a senhora acha 99 anos pouco?” E ela respondeu: “A vida é boa!”


O justo florescerá como a palmeira;
crescerá como o cedro no Líbano.
Os que estão plantados na casa do SENHOR
florescerão nos átrios do nosso Deus.
Na velhice ainda darão frutos;
serão viçosos e vigorosos.

Salmo 92-12-14

Enviada pelo colaborador: Carlos Ribeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *